Mesmo não tendo preferência na Região, Jair Bolsonaro será o novo Presidente do Brasil

Em uma eleição marcada por diversos episódios e conflitos políticos, o pleito de 2018 no Brasil chegou ao fim. Além de deputados e senadores, os baianos já tinham definido o Governador no 1º turno, no qual elegeu Rui Costa (PT); restava apenas definir o novo Presidente da República em segundo turno.

Na eleição de domingo, 28 de outubro, com quase 58 milhões ou 55,13% dos votos, Jair Bolsonaro (PSL) derrotou Fernando Haddad (PT) que teve 44,87% ou 47 milhões dos votos válidos.

Enquanto isso, na Bahia, Haddad desbancou Bolsonaro em mais de 3 milhões de votos, recebendo significativos 72,69% dos votos dos baianos.

Na Zona Eleitoral 071, que compreende os colégios eleitorais de Bom Jesus da Lapa, Serra do Ramalho e Sítio do Mato, a predominância de votos foi para o candidato Fernando Haddad (PT), sendo esta uma região com bastante influência de movimentos sociais, população beneficiária das políticas de transferência de renda, trabalhadores rurais e aposentados.

O município de Bom Jesus da Lapa se destacou em números absolutos de votos, em razão de ser o maior colégio eleitoral da região. Serra do Ramalho sobressaiu pela proporção de votos dado ao candidato petista. A votação em Sítio do Mato, mesmo com todas as queixas da população da presença do governo do PT no município, a votação foi expressiva para Haddad.

No pleito ficou claro que a maioria dos baianos, e também dos municípios da zona eleitoral 071, não se identificou com as propostas e com a maneira de “expressão” do candidato eleito. Além disso, a frágil comunicação e a falta de presença política na região foram os fatores que impediram votos mais relevantes para o Presidente eleito.

Analistas consultados apontam que dificilmente a Bahia e os municípios da região terão dificuldades ou atritos no Governo Bolsonaro, dado que o perfil do Presidente eleito está mais focado nas questões nacionais, ao invés de centralizador de soluções federativas específicas, seja para Estados ou para municípios.

Related Post

Você concorda? Comente! Seu ponto de vista é importante.