Romaria de Bom Jesus da Lapa reúne turistas de diversas partes do Brasil

A romaria do Bom Jesus da Lapa em seus 328 anos de história é considerada um dos principais destinos do turismo religioso nacional, recebendo milhões de fiéis ao longo de todo ano, se concentrando mais nos meses de agosto e setembro.

Segundo estimativas, somente no mês de agosto foram mais de 700 mil turistas de diversas partes do Brasil, sendo que só entre os dias 5 e 6 de agosto mais de 600 mil pessoas circularam em Bom Jesus da Lapa.

Historicamente, o aumento no número de fiéis se deu gradativamente com o avanço dos meios de transporte e da infraestrutura rodoviária. No entanto, com a dimensão e repercussão turística que vem ganhando a romaria, e também a importância regional do município, a carência de um aeroporto e voos comerciais são os grandes limitadores de expansão desta atividade religiosa e econômica.

As condições das rodovias que dão acesso a Bom Jesus da Lapa foram alguns dos motivos de queixa dos romeiros, principalmente daqueles da parte norte e leste do País.

Apesar de estar em fase de recuperação, a BA-160 entre Lapa e Ibotirama, passando por Paratinga, foi citada como um dos motivos cansativos da viagem. Já para os romeiros vindos do Norte/Nordeste do Brasil e Oeste da Bahia também chamaram atenção para interdição da BA-161, que liga Muquém a Sítio do Mato, como outro motivo que gerou enormes desvios para se chegar a Bom Jesus da Lapa.

O evento é o motor dos negócios do comércio lapense, gerando emprego e renda para centenas de pessoas que moram na localidade e também para aqueles que vêm de outros municípios e de outros estados. A referência da manifestação cultura e religiosa é dos fatores que mantém a ocupação de centenas de famílias nos mais diversos setores, do hoteleiro ao pequeno produtor rural. 

Você concorda? Comente! Seu ponto de vista é importante.